quarta-feira, setembro 03, 2008

A volta dos que não foram

Estou totalmente off de minhas contas online, tá, nem tanto, escrevo besteiras diariamente no twitter, porque é rápido e prático. Mas tenho vontade de atualizar isso aqui. Só que já comentei antes, vou deixando os assuntos passarem junto com o tempo até perderem a validade.
Gostaria que esse ano terminasse logo, eu sempre estou esperando o tempo passar logo para que venha algo bom. Queria saber quando isso vai terminar. Mas é assim mesmo, a insatisfação nunca me abandona. Não em relação a tudo, deixo claro. É meio confuso, ou não. Sei lá.
Quero um job novo. Profissão nova. Fazer o que gosto, quando descobrir o que gosto mesmo. Sei mais do que não gosto. Mas o fato é que estou cansada de acordar todo dia e ir lá buscar o dinheiro. Tudo automático demais.
No fim de agosto até que minhas esperanças deram um suspiro, mas logo jogaram uma pá de terra em cima e mandaram-na novamente lá para onde Judas perdeu as meias.

Preciso de memória pro meu pc. De um mp3, mp4, Ipobre e afins para que meus dias sejam melhores. Os que eu tinha quebraram e eu passo praticamente o dia todo fora de casa, o que me deixa à mercê de encontros com semi-desconhecidos que gostam de puxar aquele papo chatérrimo e eu não mereço, sinceramente. Como disse antes, nada melhor do que fones de ouvido para despistá-los. Hein? Oi? Não estou ouvindo.

No último mês descobri certa curiosidade por geografia e biologia. Que tomar muita coca-cola e café pra manter-me acordada pode levar meu estômago a uma tentativa de suicídio, na prática. E que preciso achar um talento em mim, o qual até agora penso ser inexistente.


Relendo esse texto vi que é uma junção de tudo que escrevo no twitter, só porcaria. haha

3 comentários:

Mariana disse...

nem achei porcaria nao! :P
queria saber qual foi o suspiro de esperança em agosto!
e n desiste n... vc vai encontrar alguma coisa q te deixe feliz, msm q n seja 100% do tempo, mas por pelo menos alguns instantes, alguns suspiros, ja vale a pena!
n sei se serve de consolo, ontem encontrei um antigo colega da engenharia eletronica, ele voltou pra faculdade depois de uns 2 anos, continua odiando aquilo q esta estudando e sua unica esperança é conseguir passar em algum concurso pra ganhar dinheiro, disse q se n conseguir vai fazer cinema (ele ja tem 26 anos e tb n sabe ainda o q quer fazer! hehehe)
bjs, Tath!

Josie Geller disse...

Bem como sempre nos perguntamos "qual nosso talento?" tenho certeza que o futuro será melhor...por mais engraçado que isso possa parecer.Talvez fomos bombardeadas de informações inúteis como "ganhe muito dinheiro" ou "amo meu trabalho,sou sortuda pra caralho" não acredito mais.
Bom esperança acho que nós temos...

bjão

Bruno R disse...

eu estou professor de redaçao :)